02 – Lembrete Diário.

 

daily reminder

 

Esses dias eu estava tentando dar uma revisada em todos os meus cadernos  (tentando porque são muitos e eu não tenho tempo pra reler tudo, tenho que fazer à prestação), em busca de alguma história que eu tenha escrito, alguma ideia que eu tenha largado por aí, a fim de renová-las e postá-las aqui no site, já que ultimamente eu só estou tendo ideias pra histórias gigantes e nenhum tempo para escrevê-las. Foi então que me deparei com um texto que escrevi pouquinho tempo atrás, quando tava me sentindo desanimada com certas coisas e pessoas. Foi um texto que escrevi para mim mesma, por isso nunca antes o havia postado, acho. Era apenas eu falando comigo mesma com toda a sinceridade, sem me preocupar em parecer isso ou aquilo para ninguém, era apenas eu comigo mesma e, apesar de não ser uma história bonitinha, com personagens e tal, acho que foi uma das coisas mais interessantes que já escrevi.
É bem simples, é como uma carta para mim mesma, como diz o título, apenas um “Lembrete Diário”, para quando eu estiver me “perdendo” na mente deste mundo tão doente, o que acaba acontecendo com mais frequência do que eu gostaria de admitir. Eu dei uma editada nele pra ficar mais bonitinho e adicionei algumas frases que acho que servem para qualquer uma de nós.
Serve muito pra mim até hoje e espero, de verdade, que ele possa servir para vocês em qualquer momento de suas vidas. Sério, leiam como se fosse eu ou alguém que vocês gostem, falando diretamente para vocês e reflitam bastante.
Espero que gostem 😉

Não importa o que acontecer, não importa o que sentir ou vir, lembre-se de que você sempre pode superar. Você pode suportar e/ou seguir em frente. A vida ainda irá colocar coisas maravilhosas no seu caminho.
Portanto, não desista. Não se entregue ou insista em uma ideia que não vai levar-te a lugar algum. Você é forte, tão forte! Não lembra de tudo o que passou? Não lembra de tudo o que aguentou? E você está aí agora, vivendo a vida ao máximo, fazendo o seu futuro e se preparando para se tornar quem você nasceu para ser.
A verdade é que o mundo te dará motivos para chorar e sofrer diariamente. Mas você não pode absorver tudo. Você não pode se importar com tudo e colocar um peso sobre as costas, maior que qualquer ser humano pode aguentar.
Pode doer, pode chocar, pode até quase matar. Mas você precisa deixar passar. Você precisa respirar bem fundo, quantas vezes forem necessárias e aguentar. Porque vai passar. Muitas outras coisas “insuperáveis” já passaram, correto? Deixaram cicatrizes, marcas, lembranças, mas passaram.
Você é especial. Depois de tudo o que passou, depois de tudo o que você sentiu, você realmente não acredita que é igual às outras pessoas, acredita? E por mais que às vezes doa ser diferente, isso é bom. Não, isso é ótimo! Olhe as pessoas ao seu redor. Observe seu comportamento, o que dizem, o que fazem… Olhe com bastante atenção e responda para si mesma: Você quer ser igual a elas? Se a resposta for “não”, então por que você faz de tudo para se encaixar no meio delas como uma peça de quebra-cabeças que precisa ter uma forma correta, exata, para caber num todo? Não é completamente irritante ser igual a todo mundo? Então por que você ainda tenta?
Chega a ser insuportável de ver o quanto você é inteligente e o quanto você ainda tenta chamar a atenção de tanta gente burra! Por tudo o que é mais sagrado, não faça mais isso! Eu te imploro, não faça mais. Seja você mesma, com todas as loucuras, com toda a maturidade, com toda a infantilidade, com Disney e filmes Cult, falando inglês ou espanhol ao invés de sua própria língua, vivendo pela arte, sempre pela arte… Não mude, não importa o quanto te digam que um trabalho “normal”, dinheiro e sociedade são mais importantes. Porque não são. Não são e nunca serão. Se alguém te diz isso, afaste-se imediatamente. Não tenha medo de eliminar pessoas tóxicas da sua vida. É apenas veneno, pra que você as quer tanto? É apenas veneno. E se continuar se contaminando, vai acabar matando sua própria alma e individualidade.
Por favor, não faça isso.
As pessoas que valem a pena conseguem ver através. Elas te aceitam e te compreendem, até mesmo quando não concordam. É a esse tipo de pessoa que vale a pena se agarrar. E você sabe que tem aos montes em sua vida. Não mendigue amizade. Você já tem todas as pessoas que você precisa. Enxergue isso. E jamais se esqueça, por um minuto sequer, de cada uma delas.
Independente de qualquer crença religiosa, você sabe que está aqui por algum motivo, não sabe? E acredite, é um ótimo motivo! Por mais que não enxergue agora, por mais que pareça que você é apenas um desperdício de espaço, você não é. Seu destino é maravilhoso e você irá enxergá-lo quando finalmente aprender a abrir as portas para ele.
Você vai ver que estou com toda a razão (você sabe que sempre tenho!) quando, daqui a alguns anos, tornar a ler esse texto e comprovar que tudo se tornou realidade.
Então, se estiver parecendo impossível, se o coração estiver doendo  a cada suspiro e estiver com vontade de desistir de tudo, agüente sempre mais um dia. Apenas mais um. Dê ao dia seguinte alguma chance de surpreender-te e, caso nada aconteça, dê uma chance ao próximo dia. Afinal, não tem dia marcado para acertar na loteria. Um dia você acorda e simplesmente acerta.
Pra finalizar, memorize sempre, sempre, sempre esta frase de um anjo maravilhoso: “Calma, respira e faz de novo”. E aplique-a para qualquer caso, qualquer circunstância ou obstáculo que aparecer em sua vida. Acredite, isso dá certo, muito certo.
Apenas segure firme e seja forte. E saiba que você nunca estará sozinha.

Cuera

Cuera

Carioca de nascimento e mineira de alma. Coleciona um pouco de tudo: séries, livros, filmes, cadernos, memórias, objetos inúteis e até horas infinitas de procrastinação (provavelmente estará no programa “Acumuladores” no futuro). É escritora e quer viver de fazer literatura (isso se o livro que está escrevendo sair algum dia das 18 páginas escritas)
Cuera

Últimos posts por Cuera (exibir todos)

6 comments / Add your comment below

  1. NOOOOOOOSSSSAAAAAA SENHORA!!!! QUE TEXTO É ESSE HEIN??!! Hehehehe….
    Tô mtttttttttt emocionada, pq até parece q esse texto foi escrito p/ mim. As partes que falam sobre carregar o peso dos erros nas costas, de tentar ser igual aos outros que lhe chamam de diferente, todo ele é LINDOO, PERFEITOOO!!!
    Só me resta te dizer PARABÉNS, PARABÉNS E PARABÉNS POR TÃO BELO TEXTO E DOM!! =’D =’D

  2. Nossa amei de novo haha! As vezes isso me acontece quando estou triste eu tento pensar em coisas boas para mim mesma, mas eu não tenho esse dom de escrever coisas maravilhosas, então esse lembrete diário também será meu, sempre que precisar irei ler. Amei essa parte:
    “Chega a ser insuportável de ver o quanto você é inteligente e o quanto você ainda tenta chamar a atenção de tanta gente burra! Por tudo o que é mais sagrado, não faça mais isso! Eu te imploro, não faça mais. Seja você mesma, com todas as loucuras, com toda a maturidade, com toda a infantilidade, com Disney e filmes Cult, falando inglês ou espanhol ao invés de sua própria língua, vivendo pela arte, sempre pela arte… Não mude, não importa o quanto te digam que um trabalho “normal”, dinheiro e sociedade são mais importantes. Porque não são. Não são e nunca serão”
    Por que as vezes eu me sinto assim, diferente de todos, não gosto das mesmas coisas, não sou como os outros, sou infinitamente boba para algumas coisas, gosto de coisas incomuns rs e isso as pessoas não aceitam. O que tem de mal em gostar de sonhar e sonhar? E eu fico querendo sempre ser igual e agradar todo mundo mas, não vale a pena e esse “lembrete diário” mais uma vez veio me lembrar 🙂

Deixe uma resposta