Conheça Julia Quinn e “Os Bridgertons”.

Bridgertons_JuliaQuinn

“Os Bridgertons são, de longe, a família mais fértil da alta sociedade. Essa qualidade da viscondessa e do falecido visconde é admirável, embora se possa dizer que suas escolhas de nomes para os filhos sejam bastante infeliz. Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth. É claro que a organização é sempre algo benéfico, mas seria de esperar que pais inteligentes foram capazes de manter os filhos na linha sem precisar escolher seus nomes em ordem alfabética.
Crônicas da Sociedade de Lady Whistledow – 26 de abril de 1813” (O Duque e Eu – Páginas: 15 e 16)

A autora e sua obra: Julia Quinn começou a trabalhar em seu primeiro romance um mês depois de terminar a faculdade e nunca mais parou de escrever. Seus livros já atingiram a marca de 8 milhões de exemplares vendidos, sendo 3,5 milhões da série Os Bridgertons. É formada pelas universidades Harvard e Radcliffe. Seus livros já entraram na lista de mais vendidos do The New York Times e foram traduzidos para 26 idiomas. Foi à autora mais jovem a entrar para o Romance Writers of America’s Hall of Fame, a Galeria da Fama dos Escritores Românticos dos Estados Unidos, e atualmente mora com a família no Noroeste Pacífico. (Fonte: Skoob)

Composta por oito livros, a série “Os Bridgertons”, conta a história dos oito filhos do Visconde Bridgertons e sua incrível esposa, a Viscondessa Violet Bridgerton. Sendo os livros, ambientados em Londres e no XIX, estes retrataram com maestria o contexto da época e apresentam romances incríveis para quem é fã do gênero. A série “Os Bridgertons”, que inicialmente seria uma trilogia, relata à história dos irmãos: Anthony, Benedict, Colin, Daphne, Eloise, Francesca, Gregory e Hyacinth, sendo que, cada livro, apresenta um dos filhos Bridgerton como protagonista (E apresenta claro, um pouco dessa família que é tão amada). No Brasil, a Editora Arqueiro, já lançou os 7 primeiros livros, com o lançamento do último previsto para o primeiro semestre de 2016. Movida pelas perguntas e curiosidades dos fãs, Julia Quinn, lançou ainda, uma edição extra, com novos epílogos para todas as histórias, ainda sem data de lançamento por aqui.

the_bridgertons_by_bechedor79-d4rmhmz

Minha opinião (e/ou meu amor) sobre “Os Bridgertons”: Estou completamente apaixonada pelo universo (e pelos Bridgertons), criados por Julia Quinn. Sou fã de romances, principalmente os que costumam ser chamados de “água com açúcar”, mais que isso, amo ler sobre realezas e coisas afins e acredito que encontrei o melhor do gênero, nessa série. Quando minha querida amiga Luna, me presenteou com “O Duque e eu” – Primeiro livro dos Bridgertons, que tem a Daphne como protagonista – não imaginei que fosse gostar tanto e ficar tão viciada. Julia criou personagens incríveis, ambientando-os em uma Londres apaixonante, e ao terminar cada livro, só aumentava o meu desejo de me tornar uma Bridgerton, seja por nascença ou casamento, e participar dos incríveis chás e/ou bailes, por eles promovidos.
Atualmente, já li os quatro primeiros livros da série e o que mais impressiona, é que todos, a sua maneira são ótimos, e um, sempre está superando o outro, seja pela mensagem ensinada, ou pelos romances incríveis, que me fez suspirar ao longo da leitura. Outro fator, que vem me deixando ansiosa pelos próximos livros, é que, além dos Bridgertons serem uma família espetacular, Julia, aos poucos, apresenta os personagens dos próximos livros, o que me deixa (SUPER), ansiosa para conhecer todos e descobrir como será a sua história, por exemplo, Colin Bridgerton, é o protagonista do quarto livro, e no primeiro livro, eu já estava completamente apaixonada por ele e ansiando conhecer sua história, e quando finalmente li “Os Segredos de Colin Bridgerton”, não me decepcionei, elegendo o livro, como um dos meus favoritos. Agora, preciso terminar de ler a série e mesmo estando ansiosa para conhecer um pouco mais, sobre os irmãos restantes, já sinto que preciso chegar no sétimo livro e ler um pouco mais sobre a Hyacinth, a caçula da família, que já aprendi a amar.
Sim, literalmente, posso falar, que os Bridgertons, são o meu novo vício. Há muito tempo, uma série de livros não me encantava tanto, a ponto de me fazer pesquisar sobre eles, aguardar ansiosamente pelo próximo livro e, devorar todos os livros, pois simplesmente é impossível deixar o livro, antes de ler o final. Se você também é fã de romances e procura bons livros para preencher seu tempo, tenho certeza que não irá se decepcionar com essa família tão encantadora e amada.

“Um homem charmoso é muito agradável e um homem de boa aparência é, sem dúvida, uma visão que vale a pena, mas um homem honrado, ah, querida leitora, é para ele que as jovens deveriam correr. Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown – 2 de maio de 1814” (O visconde que me amava – Página: 151)

Conheça os livros:

c3a1rvore-genealc3b3gica-da-familia-bridgerton

O oitavo livro da série, ainda não possui título e capa divulgados.

Conheça Juanes.

1125911414_3323641409001_video-still-for-video-3304877567001

Quem é: Juan Esteban Aristizabal Vásquez nasceu no dia 9 de Agosto de 1972, em Medelín, na Colômbia. É cantor, compositor e guitarrista, sendo uma das vozes mais singulares do cenário musical latino americano.

O Trabalho: Juntando um pouco de rock com diversos clássicos ritmos latinos, Juanes produz um som único e característico. As letras de suas músicas falam de vivências pessoais e também possuem um forte teor político, fazendo sempre apologia à paz e ao fim das desigualdades sociais. Ganhador de diversos prêmios, incluindo incríveis 17 Grammys Latinos, o cantor colombiano já possui 6 discos de estúdios gravados e sempre figura no topo de listas sobre artistas mais influentes da América Latina.
Juanes também já fez parcerias com muitos cantores internacionais, como Laura Pausini, Nelly Furtado, Santana e com o brasileiro Sergio Mendes.

Top 3 de músicas favoritas:

1.    Nada Valgo Sin Tu Amor

 

2.    Para Tu Amor


3.    A Dios Le Pido

Media:

http://www.juanes.net/

https://www.facebook.com/Juanes?fref=ts

https://twitter.com/juanes

Conheça Francisca Valenzuela.

francisca-valenzuela

 

Quem é: Nascida no dia 17 de março de 1987, Francisca Valenzuela é filha de pais chilenos e nasceu nos Estados Unidos. Viveu por lá durante 12 anos até que retornou à terra de seus pais e erradicou-se como chilena. É cantora e compositora de pop/rock, sendo uma das cantoras mais influentes do Chile atualmente.

O trabalho: Fã declarada da cantora mexicana Julieta Venegas, Francisca tem o piano como instrumento principal na maioria de suas músicas e também usa suas experiências pessoais para compor canções. Francisca tem 3 álbuns já gravados (Muerdete La Lengua -2007/ Buen Soldado – 2009/ Tajo Abierto – 2014) e também canta em inglês e escreve poemas.
Em 2014 foi convidada por Paulinho Moska para participar de uma série-projeto chamada Encuentros en Brasil, da HBO, onde 6 artistas da America Latina deveriam visitar os pontos turísticos do país e gravar uma música inédita inspirada no passeio. Francisca visitou Manaus e Rio de Janeiro e compôs uma música chamada “Reina Tropical de Brasil” (veja o clipe aqui), inspirada no açaí, fruta que se tornou sua maior paixão.
Também no ano passado, fez sua estréia em terras brasileiras no palco do Lollapalooza, em São Paulo.

Meu Top 3 de melhores músicas:

1) Que Seria

2) Em Mi Memória

3) No Esperen Mi Regreso

Midia:

Twitter Oficial

Instagram Oficial

Facebook Oficial

Conheça The Last Five Years.

thelast5years

 

O que é: Musical escrito por Jason Robert Brown (‘Songs For a New World’, ‘Parade’, ‘The Brigdes of Madison County’) e produzido off-Broadway em 2002 e 2013 (revival). A adaptação dirigida por Richard LaGravenese (também diretor de P.S. Eu Te Amo) estreia em Fevereiro nos cinemas do Estados Unidos.

Sobre a história: O musical gira em torno dos (surpresa!) últimos cinco anos das vidas de Cathy Hyatt e Jaime Wellerstein, passando por diferentes fases do relacionamento deles, com o diferencial de que cada um conta a história por um ponto de partida distinto: ele em ordem cronológica e ela começando no último dos cinco anos.
A história, de uma maneira geral, não traz nada muito inovador ou surpreendente, fazendo com que The Last Five Years seja muito mais fundamentado na forma como as coisas aconteceram, ao invés dos acontecimentos em si, intensificando o foco na construção e desconstrução dos personagens, à medida que os sentimentos entre eles evoluem ou desmoronam.
The Last Five Years, reflexo do divórcio do próprio Jason Robert Brown, explora os altos e baixos de Cathy e Jaime através de um sung-through sem diálogos e quase nenhum cenário, fazendo com que a ênfase nas emoções dos personagens seja ainda mais intensa e perceptível, provocando diversas reações (lágrimas) no público.

Meu top 3 melhores músicas:

1) Shiksa Goddess

2) I can do better than that

3) If I didn’t believe in you

Conheça Sarah Kay.

sarah

Quem é: Sarah Kay nasceu no dia 19 de junho de 1988, em Nova York, nos Estados Unidos. Desde os 14 anos, Sarah escreve poesias e começou a proclamá-las em um evento de spoken poetry (literalmente “poesia falada”, um tipo de arte muito popular nos Estados Unidos, onde o poeta sobe ao palco para interpretar suas próprias poesias) Bowery Poetry Club. Se formou em Arte da Educação na Brown University e tem doutorado em Letras pela Grinnell College. Em 2007, Sarah interpretou um dos seus poemas no canal televisivo HBO, no programa Def Poetry Jam.

O Trabalho: Sarah Kay fundou, ao lado de seu melhor amigo Phil Kaye, o projeto VOICE, uma organização que busca a usar a spoken poetry como ferramenta de auto-expressão e educação ao redor do mundo. Sarah alcançou grande reconhecimento quando fez uma palestra e declamou dois de seus poemas no evento TED (organização que oferece palestras inspiradoras de até 18 minutos com o intuito de propagar ideias e experiências em diversas áreas), e seu vídeo no youtube tem mais de 6 milhões de visualizações.
Sarah Kay também alcançou o primeiro lugar na Amazon com seu livro de poemas intitulado “B.”

Top 3 de Melhores Trabalhos:

 

(1)

 Palestra + os poemas “Point B” e Hiroshima:

 

(2)

 When Love Arrives:

 

 

(3)

 The Type:

 

Media:

 http://www.kaysarahsera.com/project-voice

 http://www.ted.com/speakers/sarah_kay#

 https://www.facebook.com/kaysarahsera

Conheça Kodaline.

Kodaline2_large

 

Quem São: Kodaline é uma banda irlandesa formada em 2005. Seu primeiro nome foi “21 Demans”, até que em 2011 mudaram o nome para Kodaline. Integrantes são: Stephen Garrigan (vocais), Vinnie May Jr (bateria), Jason Boland (baixo) and Mark Prendergast (guitarra).

O Trabalho: Kodaline pode ser classificada como uma banda de Indie Rock. O tom melancólico das canções e as letras de amor fazem lembrar um pouco Coldplay no começo da carreira. O primeiro single da banda, chamado “Give Me A Minute” atingiu o topo das paradas irlandesas, o que fez com que fosse o primeiro debut de uma banda independente a conseguir tal feito. Em 2013 lançaram o primeiro álbum de estúdio, intitulado “In a Perfect World”. No dia 20 de junho de 2013 o álbum atingiu o primeiro lugar nas paradas irlandesas.
As músicas de Kodaline já fazem parte de diversas trilhas sonoras, como dos seriados Grey’s Anatomy, Reign, Vampire Diaries e do filme “A Culpa É Das Estrelas”.

Meu Top 3 de Melhores Músicas:

1º One Day

2º Love Like This (Acoustic)



3º All I Want

 

Media:

http://www.facebook.com/Kodaline
http://www.youtube.com/KodalineVEVO
http://www.twitter.com/Kodaline
http://www.youtube.com/user/Kodalinemusic