Amor Baixinho.

shh

Amor para mim
Tem que ser amado assim
Baixinho, baixinho…

Amor para mim
É trocado em silêncio
Shh! Shh!
Quietinho, quietinho…

Amor gritado aos 4 ventos
Se transforma em tormento
E sempre acaba em lamento.

Esse amor de momento
Chave estranha
Que abre, torce e retorce
Todas as entranhas.

Amor bom é o baixinho.
Chega com calma e destreza
Tudo vira, revira e anima
Sem que você perceba.

Quero um amor baixinho
Que saiba à minha alma chegar
Aos pouquinhos, devagarinho e quietinho
Para baixinho me amar.

Cuera

Cuera

Carioca de nascimento e mineira de alma. Coleciona um pouco de tudo: séries, livros, filmes, cadernos, memórias, objetos inúteis e até horas infinitas de procrastinação (provavelmente estará no programa “Acumuladores” no futuro). Se considera escritora e quer viver de fazer literatura (isso se o livro que está escrevendo sair algum dia das 18 páginas escritas)
Cuera

Últimos posts por Cuera (exibir todos)

3 comments / Add your comment below

Deixe uma resposta