Água-viva.

jellyfish

Triste e solitária água-viva
Asquerosa demais e nunca querida.
Perigosa demais mesmo quando distraída.
E se você a tocar
Ela com certeza irá queimar
Sua pele, seu estômago, seu ar
Mesmo sem escolha, mesmo sem notar.
Quem neste mundo poderá amar
Esta triste e solitária criatura do mar?

Cuera

Cuera

Carioca de nascimento e mineira de alma. Coleciona um pouco de tudo: séries, livros, filmes, cadernos, memórias, objetos inúteis e até horas infinitas de procrastinação (provavelmente estará no programa “Acumuladores” no futuro). É escritora e quer viver de fazer literatura (isso se o livro que está escrevendo sair algum dia das 18 páginas escritas)
Cuera

Últimos posts por Cuera (exibir todos)

Deixe uma resposta