11 Palavras Intraduzíveis De Outras Culturas

Em todas as línguas do mundo existem expressões características de suas próprias culturas, de seu próprio povo. A linguagem é algo muito complexo e abrangente.  Alguns conceitos podem existir em alguns idiomas e outros não e vice-versa. Assim como a palavra “Saudade” só existe no português (em outras línguas é possível dizer que sente falta de alguém, mas não existe uma única palavra que resuma tal sentimento), o mesmo acontece em outros lugares, onde uma única palavra pode significar sensações, uma situação etc. Elas são consideradas “intraduzíveis”, mas com jeitinho é possível explicar o seu sentido e significado.
Abaixo segue algumas delas:

1) Waldeinsamkeit (alemão) – A sensação de solidão, de se estar sozinho em uma floresta.

wood

2) Culaccino (italiano) – A marca que um copo gelado deixa sobre a mesa.

glass

 

3)  Iktsuarpok (inuíte) – O sentimento de expectativa que te fez olhar lá fora para ver se alguém está chegando.

window

 

4) Komorebi (japonês) – A luz do sol que se infiltra pelas folhas das árvores.

leaf

5) Pochemuchka (russo) – Uma pessoa que faz muitas perguntas.

why

6) Sobremesa (espanhol) – O tempo que você passa conversando com uma pessoa com quem você dividiu o almoço ou jantar.

meal

7) Jayus (língua indonésia) – Uma piada muito mal contada e sem graça que acaba fazendo alguém rir.

joke

8) Panapo’o (havaiano) – O ato de coçar a cabeça para ajudar-te a lembrar algo que você esqueceu.

think

9) Dépaysement (francês) – A sensação que alguém tem quando não está em seu país de origem.

country

10) Goya (urdu) –  A sensação que alguém tem quando uma ficção é tão bem contada que parece real.

fiction

11) Mangata (sueco) – O “caminho” que a luz da lua produz sobre a água

moon

 

Lista originalmente postada em: http://blog.maptia.com/posts/untranslatable-words-from-other-cultures

Evelyn Marques

Evelyn Marques

Carioca de nascimento e mineira de alma. Coleciona um pouco de tudo: séries, livros, filmes, cadernos, memórias, objetos inúteis e até horas infinitas de procrastinação (provavelmente estará no programa “Acumuladores” no futuro). É escritora e quer viver de fazer literatura (isso se o livro que está escrevendo sair algum dia das 18 páginas escritas)
Evelyn Marques

Últimos posts por Evelyn Marques (exibir todos)

1 comment / Add your comment below

  1. Acho muito interessante o fato de existirem palavras assim: tanto por serem “intraduzíveis”, quanto por representarem, essas palavras, coisas ou situações tão… sem palavras para descrevê-las. Algumas realmente me encantam, de emocionar mesmo! E dá bastante vontade de usá-las sempre, ao invés de somente “dar um jeito” de explicar certas coisas… Já disse que gostei dessa nova coluna, mas repito: gostei demais. haha

Deixe uma resposta