Bússola Quebrada.

compass

Norte. Sul. Leste. Oeste.
Os caminhos estão aí, ao meu alcance, à minha frente, esperando que eu dê os primeiros passos para trilhá-los. Mas sigo aqui com a dúvida, sigo com o medo, sigo com a insegurança.
Qualquer passo que der pode indicar o fim.
Qualquer passo que der pode indicar o começo.
Há vários caminhos, porém todos sem respostas corretas e exatas. A verdade é que somos a flecha do próprio destino, onde ditamos por onde começar a caminhada. Há que seguir o rumo sem que ninguém interfira em nossas escolhas. Ainda que a bússola esteja quebrada, a mente confusa e a alma apagada, nosso destino ainda pertence apenas a nós mesmos. E a mais ninguém.
Assim como um relógio quebrado em algum momento irá marcara a hora correta, uma bússola quebrada pode mostrar o caminho certo pelo menos uma vez também. E mesmo que percamos a direção, é nosso dever recomeçar, fazendo tudo de novo outra vez.
Não é seguro. Não é fácil. É arriscado. Mas talvez… valha a pena no final.
Pelo menos eu acho.

Cuera

Cuera

Carioca de nascimento e mineira de alma. Coleciona um pouco de tudo: séries, livros, filmes, cadernos, memórias, objetos inúteis e até horas infinitas de procrastinação (provavelmente estará no programa “Acumuladores” no futuro). É escritora e quer viver de fazer literatura (isso se o livro que está escrevendo sair algum dia das 18 páginas escritas)
Cuera

Últimos posts por Cuera (exibir todos)

2 comments / Add your comment below

  1. “Ainda que a bússola esteja quebrada, a mente confusa e a alma apagada, nosso destino ainda pertence apenas a nós mesmos.” O que dizer depois disso? Falar que é pura verdade não é o suficiente… É lindo cuera

Deixe uma resposta