Os Melhores De 2015 – Por Nayara Marques

Como é difícil escolher apenas um livro, filme, música e seriado, para o meu ano de 2015, especialmente, porque não tive muito tempo livre esse ano, logo, não li ou assistir quase nada. Considerando que o ano ainda não acabou, considerei os meus favoritos até 20 de dezembro, mais ou menos, pois ainda quero ler alguns livros no recesso do final do ano e espero que eles me surpreendam. Espero que gostem das minhas escolhas, e de coração, desejo um Feliz Natal e um 2016 especial e repleto de boas surpresas para todos nós!!

1) Melhor Livro: O lado feio do amor – Colleen Hoover

11659444_444455085726765_6251552024716780304_n

Tive boas surpresas esse ano, no skoob, a maioria dos livros que eu li, classifiquei com cinco estrelas, mas acredito que nenhum me marcou como “O lado feio do amor”. Descobri a Colleen em 2014 e desde então, todo livro dela, vem sendo uma grata surpresa. Colleen cria personagens incríveis e expressa os seus sentimentos de forma tão incrível, que é impossível não se apaixonar por seus livros e ter ressacas literárias eternas. Como disse na resenha que fiz para “O lado feio do amor” , neste livro, pude aprender que o amor nem sempre é mágico e/ou bonito, porém, se não deixarmos de acreditar e não termos medo de nos entregar, ele pode nos salvar de uma forma única e de tirar fôlego!

2) Melhor Filme: Cinderella

Cinderella_2015_official_poster

    (Como foi difícil deixar “A Teoria de Tudo” fora dessa lista)
Sou uma eterna apaixonada por princesas (e pela Disney), por isso, já nos trailers de Cinderella, fiquei super ansiosa para o lançamento do filme, mas nem toda expectativa criada, me preparou para a perfeição desse filme e a emoção que senti ao assisti-lo. Como foi bom voltar a sonhar com Cinderella, como foi bom me apaixonar novamente por essa história, amar nossa heroína do sapatinho de cristal, que nessa versão, se mostrou uma mulher forte, mas que não abandonou sua inocência e sua capacidade de acreditar. E claro, como não amar o seu príncipe (Belamente representado pelo eterno Robb Stark <3). Que sejamos sempre gentis e tenhamos coragem para mudar o nosso mundo!!!

3) Melhor série: The Flash

flashexcposter_5609ee26dff44607323957

Esse foi um ano atípico no quesito série. Não assistir quase nada, abandonei várias séries, quis abandonar praticamente todas as séries que permaneci assistindo (Fiquei atrasada em quase todas) e somente duas séries, continuaram me empolgando (Game of Thrones e The Flash). Não sei se é o meu amor por super-heróis, ou pelo Grant Gustin, que me fizeram escolher Flash, mas posso afirmar que para mim, “The Flash”, foi à série do ano. Sigo empolgada e ansiosa por novos episódios e amando cada detalhe dessa série, que em minha opinião, só melhora a cada semana.
Menção Honrosa: Um pequeno lembrete do amor que sinto pela primeira série que fiz maratonas e me apaixonei loucamente: Glee. E ao meu maior amor desse ramo: Hart of Dixie. Me despedi das duas no primeiro semestre de 2015 e até hoje, sinto saudades!!

4) Melhor música: Thinking out loud – Ed Sheeran

Na verdade, para mim, Ed foi o meu cantor do ano. Em 2014, resolvi me presentear com o ingresso do seu show e até hoje não consigo descrever a emoção de assistir esse cantor tão incrível ao vivo. Poderia escolher todas as suas músicas, tenho várias e várias favoritas, mas, fico com a minha apresentação favorita de 2015!

5) Surpresa: O som dos sentimentos – Babi Dewet (Presente no livro: Um ano inesquecível)

images.livrariasaraiva.com.br

Quem me conhece, sabe o quanto eu amo histórias adolescentes, por isso, logo me empolguei com o lançamento de “Um ano inesquecível”, afinal, poderia ler mais uma história da fofíssima Paula Pimenta e conhecer um pouco a escrita da Bruna Viera e Thalita Rebousas (Super famosas), não conhecia nada da Babi e confesso, não dei muita importância para a sua história. Mas que grata surpresa ao ler um pouco sobre o seu outono que se passa na Avenida Paulista em São Paulo. Com personagens apaixonantes e uma história leve que me conquistou nos primeiros parágrafos, Babi me encantou e me deixou ansiosa para conhecer todo o seu trabalho (E para visitar novamente São Paulo e quem sabe, assim como, a personagem, viver uma linda história de amor na incrível Avenida Paulista).

Nayara Marques

Nayara Marques

Psicóloga, mineira, 26 anos (Mas ainda possui uma alma adolescente). Acredita que o amor pode mudar o mundo e é viciada em romances, chocolate, coca cola e livros. Assiste a mais séries do que deveria e não é a melhor cantora do mundo, mas vive cantarolando suas músicas favoritas.
Nayara Marques

Últimos posts por Nayara Marques (exibir todos)

Comments

comments