Por que escrevo? – Uma Lista Com 10 Escritores Descrevendo o Seu Amor Pela Escrita.

Acredito que todo escritor tem um motivo muito forte para escrever – afinal, é uma carreira difícil, de poucas oportunidades e cheia de incertezas, e se não tiver a paixão necessária dentro de si para sentar frente ao computador diariamente ou pegar um caderno para terminar uma longa história, dificilmente este será bem sucedido.
Essa lista foi montada por um site americano sobre literatura, com 23 opiniões dos mais variados escritores. Ela demonstra o que escritores de todas as partes do mundo têm a dizer sobre o que sentem pela escrita e o que os motiva a escrever. São opiniões diferentes, algumas cômicas, outras mais sérias, mas que explicam bem o que é navegar por este mundo tão mágico e complicado que é a literatura.
Essas foram as minhas 10 favoritas:

1) “Eu quero escrever porque eu tenho a urgência de exceder em uma tradução média e expressiva sobre a vida. Eu não fico satisfeita com o trabalho colossal que é meramente viver. Oh, não, eu preciso ordenar a vida em sonetos e sestinas e prover um refletor verbal para a minha mente de 60-watt de energia.” – Sylvia Plath

3097029923_1d3cdb176a_o

2) “Quando eu me sento para escrever um livro, eu não digo a mim mesmo, ‘Eu vou produzir uma obra de arte.’ Eu escrevo porque há alguma mentira que quero expor, algum fato ao qual quero chamar atenção, e minha preocupação inicial é conseguir uma audiência.” – George Orwell

george_orwell_2320735b

3) “Por que alguém começa a escrever? Porque se sente incompreendido, eu acho. Porque nunca sai claro o bastante quando se tenta falar. Porque se quer reescrever o mundo, pegá-lo e devolvê-lo diferente, para que tudo se use e nada se perca. Porque é algo para se passar o tempo até que seja velho demais para experimentar as coisas sobre as quais se escreve.” – Nicole Krauss

nicole_krauss_24-04_636314y

4) “Por que alguém escreve é uma pergunta que eu posso responder com facilidade, uma vez que eu pergunto frequentemente o mesmo para mim. Acredito que alguém escreve porque precisa criar um mundo onde é possível de se viver. Eu não poderia viver em nenhum dos mundos que me foram oferecidos – o mundo dos meus pais, o mundo da guerra, o mundo da política. Eu tive que criar um mundo para mim mesma, como o clima, o país, uma atmosfera em que eu pudesse respirar, reinar e me recriar quando for destruída por viver. Isso, eu acredito, é a razão por trás de toda obra de arte.” – Anaïs Nin

Literary figures of the world in France.

5) “É por isso que escrevo, porque a vida nunca funciona a não ser em retrospecto. Você não pode controlar a vida, pelo menos você pode controlar a sua versão.” – Chuck Palahniuk

blog_chuck-2

6) “Eu escrevo porque eu amo escrever. Eu acho que me tornei escritor para explorar minhas ideias e respostas acerca do mundo à minha volta, do qual eu frequentemente acho difícil de dividir com os outros. Eu também gosto de minha autonomia, e um escritor pode escolher sua própria hora de trabalho – de meia noite ao amanhecer ou em qualquer hora. A dificuldade de se tornar um escritor nunca me incomodou. Eu sabia que iria acontecer para mim mais cedo ou mais tarde. E se você é um escritor, você não precisa se aposentar e pode continuar fazendo o que mais ama até cair da cadeira.” – Alex Miller

Miller-Alex-Writers-LGE

7) “Escrever alivia o meu sofrimento… escrever é minha maneira de reafirmar a minha própria existência.” – Gao Xingjian

Gao+Xingjian+(4)

8) “Escrever é a única coisa que, quando eu faço, sinto como se não devesse estar fazendo qualquer outra coisa.” – Gloria Steinem

Gloria Steinem and her cat in 1970.

9) “Eu acredito que há esperança para todos nós, mesmo entre o sofrimento – e talvez mesmo dentro do sofrimento. E por isso escrevo ficção. É a minha tentativa de manter esse frágil fio de linha de radical esperança, de construir fogo na escuridão.” – John Green.

IMG_3602

10) “É por isso que escrevo – para tentar transformar a tristeza em desejo, solidão em recordação.” – Paulo Coelho.

paulo-coelho-writing-tips

 

Para ler as demais opiniões no original em inglês, clique aqui.

Cuera

Cuera

Carioca de nascimento e mineira de alma. Coleciona um pouco de tudo: séries, livros, filmes, cadernos, memórias, objetos inúteis e até horas infinitas de procrastinação (provavelmente estará no programa “Acumuladores” no futuro). Quer ser escritora e viver de fazer Literatura (isso se o livro que está escrevendo sair algum dia das 16 páginas escritas)
Cuera

Comments

comments

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.